top of page
  • Foto do escritorSBP Advocacia

Carência de mão de obra em tecnologia será desafio para as organizações

A expansão das novas tecnologias de IA (Inteligência Artificial), a adesão a ecossistemas e arquiteturas descentralizadas e os experimentos com o metaverso são algumas das tendências que as empresas brasileiras devem acompanhar nos dois próximos anos para tonar suas operações mais ágeis.


A carência de mão de obra, por outro lado, é um desafio que essas organizações vão encarrar para a transformação digital de seus negócios.


É o que mostra o "Tech Trends 2023", estudo anual da Deloitte, uma das maiores organizações de serviços profissionais do mundo.

Já não é novidade que existe um grande déficit de profissionais de tecnologia no mundo e, no Brasil, não é diferente.


Um estudo da Brasscom mostra que esse déficit pode chegar a quase 800 mil profissionais até 2025.


A transformação digital, acelerada pela pandemia da Covid-19, expôs esse grave problema.


Para evitar disrupção em seus planos de negócio, as organizações já perceberam a importância da formação e capacitação de profissionais de tecnologia, buscando não somente profissionais com formação na área, mas também de outras carreiras.


A flexibilidade nas habilidades, ou o reskilling (requalificação profissional) e o upskilling (atualização profissional constante), passam a ser fundamentais para complementar a oferta acadêmica no país.



Saiba mais sobre as principais tendências que impactarão as organizações nos próximos meses


Por dentro das tendências: imersão na internet para empresas – Por muitos anos, a internet foi conhecida como um meio a ser acessado por telas retangulares. Atualmente, especialistas em tecnologia reconhecem que a internet não pode continuar reduzindo sua complexidade, pois usuários estão utilizando interfaces conhecidas como metaverso;


Abrindo caminhos para novas tecnologias de IA (Inteligência Artificial) – Enquanto ferramentas do IA crescem exponencialmente, poucas organizações percebem o grande ganho que um bom algorítimo pode trazer. A maior ferramenta do IA é a confiança e o novo mundo tem aprendido a confiar nas novas tecnologias personalizadas;


Além da nuvem:

Como controlar o caos do multiverso – Para driblar a complexidade do universo multinuvem, algumas organizações estão começando a automatizar processos. Serviços de cloud promovem acesso a ferramentas e técnicas exclusivas para reduzir a complexidade deste tipo de operação;


Flexibilidade, a melhor habilidade:

Reimaginando a força de trabalho – Nos últimos anos, as empresas têm se comprometido a serem competitivas em relação a novas ferramentas tecnológicas;


Nós confiamos em nós mesmos:

Ecossistemas e arquiteturas descentralizadas – Blockchain-powered não estão sendo só valorizados, mas estão criando confiança digital;


Conectar e expandir:

A modernização da realidade salta a passos largos – Mais do que substituir os sistemas, as organizações procuram aprimorá-los, conectando e estendendo a tecnologias modernas.


Acesse a pesquisa na íntegra neste link:


 

SBP Notícias


Compliance. Empresas evoluem, mas ainda devem avançar no fortalecimento do processo





Santiago, Bega & Petry Advocacia entre os Escritórios e Advogados mais Admirados do Brasil


コメント


bottom of page