top of page
  • Foto do escritorSBP Advocacia

Setor de serviços cresce 11,1% no trimestre no Paraná, quase o dobro da média nacional

Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Este é o quinto mês seguido de resultados positivos do setor no Estado, que vem crescendo desde novembro do ano passado.


Assim como o turismo, o setor de serviços também fechou o trimestre com bons resultados para o Paraná. Compreendendo atividades como salões, academias, atividades administrativas, imobiliárias, transporte e alimentação, o setor cresceu 11,1% entre janeiro e março, na comparação com os primeiros três meses de 2022. Foi praticamente o dobro da média nacional para o período, que aumentou 5,8%.



Neste ano, as atividades avançaram 3,1% em janeiro, 0,7% em fevereiro e 1% em março. O resultado do último mês também foi superior à média nacional, de 0,9%.


Com relação a março do ano passado, a variação no Paraná foi de 11,4%, bem acima da média de 6,3% de crescimento no País. Já no acumulado de 12 meses, entre abril de 2022 e março de 2023, o desempenho do setor foi 5,5% superior ao acumulado nos 12 meses anteriores.


SEGMENTOS

Praticamente todos os segmentos que compõem o setor de serviços tiveram desempenho positivo no trimestre.


O bom resultado nos três primeiros meses foi puxado pelos serviços profissionais, administrativos e complementares, que avançaram 21,5% no período.

Na sequência estão transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios (11,6%); serviços prestados às famílias (7,9%) e serviços de informação e comunicação (5%). A única baixa foi em outros serviços, com queda de 2,2%.


Na comparação entre março deste ano e o mesmo mês do ano passado, o segmento que teve melhor participação foi o de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que aumentou 17,4% de um ano para outro.


Também avançaram os serviços profissionais, administrativos e complementares (12,7%); serviços prestados às famílias (9,6%) e serviços de informação e comunicação (1,3%). Outros serviços caíram 7,5%.


No acumulado de 12 meses, o desempenho foi positivo em todas as atividades, com crescimento de 16,1% nos serviços prestados às famílias; 12,9% nos serviços profissionais, administrativos e complementares; 4,3% em transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio; 0,6% em outros serviços e 0,1% em serviços de informação e comunicação.



 

SBP Notícias

Santiago, Bega & Petry Advocacia entre os Escritórios e Advogados mais Admirados do Brasil




Investir em qualificação profissional tornou-se mandatório para o empresariado brasileiro

Comments


bottom of page