• SBP Advocacia

Paraná tem o melhor saldo na geração de empregos formais em 18 anos

Com o acumulado de 172.636 vagas abertas, o Paraná fechou 2021 com o maior saldo na geração de empregos formais em 18 anos.


Levantamento da Secretaria de Estado da Justiça Família e Trabalho (Sejuf), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que por apenas seis vezes, desde 2004, o Estado ultrapassou a marca de 100 mil postos abertos com carteira assinada. É também a primeira vez que ultrapassa as 170 mil vagas.


O número de empregos criados no ano passado é quase 492% superior ao total de vagas abertas em 2020.


Naquele ano, quando houve os maiores impactos da pandemia de Covid-19 na economia, o Paraná ainda fechou os 12 meses no positivo, com 29.167 postos abertos.


Este é o quinto ano consecutivo de saldos positivos na geração de empregos.

Em 2017, foram abertas 7.740 vagas no Estado, número que saltou para 38.131 em 2018 e passou para 48.306 em 2019. Os dois anos anteriores foram os únicos na série com saldo negativo. Em 2015, houve 77.143 mil demissões a mais do que contratações e, em 2016, foram fechadas 59.495 vagas.


367 municípios tiveram saldo de emprego positivo no Paraná em 2021;

4 estão no top 50 do País


A cidade que mais gerou empregos foi Curitiba, com 42.835, quinto melhor resultado nacional (atrás de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília).


Na Capital, os melhores meses foram fevereiro (12.574), agosto (6.740) e novembro (6.032). O acumulado também é maior do que Porto Alegre (15.044) e Florianópolis (13.004), as outras capitais do Sul.


Na sequência, no Paraná, estão Maringá (8.379), Londrina (7.927), Cascavel (7.570), São José dos Pinhais (5.793), Toledo (4.248), Foz do Iguaçu (4.228), Araucária (3.967), Colombo (2.970), Guarapuava (2.909), Cambé (2.573), Apucarana (2.406), Umuarama (2.368) e Medianeira (2.268).


No Interior, Maringá, Londrina e Cascavel, polos regionais, puxaram a geração de emprego e atração de novos investimentos, principalmente com a retomada, em 2021, do setor de serviços. Elas aparecem entre as 50 cidades que mais empregaram no Brasil em 2021.


Outros destaques, todos com mais de mil empregos formais gerados, foram Almirante Tamandaré, Arapongas, Campo Largo, Campo Mourão, Cianorte, Fazenda Rio Grande, Francisco Beltrão, Mandaguari, Matelândia, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Ponta Grossa, Rolândia, Sarandi e União da Vitória.


 

Notícias SBP:


CEOs do Brasil e do mundo estão otimistas sobre perspectivas econômicas globais

https://www.sbp.adv.br/post/ceos-brasil

Contratos de estágios | prós e contras do home office

https://www.sbp.adv.br/post/contratodeestagiosposecontras

 

#SBPadvocacia #advocaciaempresarial #advocaciatrabalhista #empregador #recursoshumanos #gestores #liderança #empreendedor #mercadodetrabalho #trabalhadores #empregador #executivos #empresario #industria #paraná