• SBP Advocacia

Impactos nos pequenos negócios

Acirramento da pandemia atinge faturamento e emprego nos pequenos negócios. Após o início de uma retomada do nível de faturamento e de postos de trabalho, no segundo semestre de 2020, os primeiros meses de 2021 apontam que o movimento de recuperação do faturamento paralisou e as micro e pequenas empresas voltaram a demitir.

De acordo com a 10ª edição da Pesquisa “O Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios”, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o crescimento do faturamento que vinha sendo mantido desde abril (quando chegou ao nível mais crítico de -70%) foi interrompido.


Com isso, a receita voltou ao mesmo patamar de agosto de 2020 (perda média de 40%), ficando seis pontos percentuais abaixo do resultado detectado em novembro (-34%).


54% das empresas atuam em locais com restrições de funcionamento e apenas 37% estão em cidades em processo de abertura, realidade semelhante sobre junho de 2020.


Os setores de Turismo e Economia Criativa continuam entre os mais impactados, mas agora juntaram-se a eles os de beleza, serviços de alimentação e artesanato.


Já os menos afetados são as oficinas, pet shops e clínicas veterinárias, serviços empresariais, saúde e agronegócio.

Além disso, o número de empresas que tiveram que demitir funcionários no último mês também aumentou.


19% dos donos de micro e pequenas empresas afirmaram que tiveram que diminuir a quantidade de trabalhadores em seus estabelecimentos.


Percentual superior ao registrado em julho do ano passado, quando 17% dos pequenos negócios realizaram demissões.


Com o aumento da inadimplência e com a expectativa de uma melhora da pandemia somente daqui a 17 meses (em média), a proporção de empresários aflitos com o futuro da empresa chega a 57%, a mais alta desde a edição da pesquisa realizada em setembro, quando 43% dos empreendedores revelaram esse sentimento.


Crédito

Para mais da metade dos entrevistados que são donos de micro e pequenas empresas (51%), a principal medida do governo para auxiliar o segmento nesse momento seria a extensão das linhas de crédito com condições especiais como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e 13% deram mais importância à extensão do auxílio emergencial.


Entre os microempreendedores individuais (MEI) o crédito também é a alternativa mais votada, com 41%, mas a prorrogação do auxílio apresenta um peso maior: 36% alegaram ser essa a principal medida.


Outros dados da pesquisa:

• Para a maioria (65%) das empresas o ano de 2020 representou uma redução de 1/3 no faturamento anual


• Para a maioria (66%) das empresas as vendas de fim de ano de 2020 foram piores que as de 2019


• Para a maioria (65%) das empresas as vendas no carnaval de 2021 foram piores do que do carnaval de 2020


• Aumento (de 13% para 54%) expressivo de locais com restrição de circulação de pessoas


• Aumento (de 73% para 79%) na proporção de empresas que afirmam que estão sofrendo uma diminuição no seu faturamento


• Aumento no impacto médio (de -34% para -40%) do faturamento das empresas, quebrando tendência de melhora de 7 meses


• Redução (de 52% para 49%) na proporção de empresas que buscaram empréstimo e Aumento (de 34% para 39%) na proporção de empresas que conseguiram empréstimo

• Aumento (de 47% para 57%) na proporção de empresas com muitas dificuldades para manter seu negócio


• Piora (de 14 meses para 17 meses) na expectativa da situação voltar ao normal

(Fonte: Sebrae/FGV - 10ª edição da Pesquisa “O Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios”)



Notícias SBP Advocacia


Recuperação continuará na agenda das empresas

https://www.sbp.adv.br/post/recupera%C3%A7%C3%A3o-continuar%C3%A1-na-agenda-das-empresas

SBP Advocacia firma parceria para implementação da LGPD nas empresas

https://www.sbp.adv.br/post/lgpd-implementacao-nas-empresas-por-onde-come%C3%A7ar

Plano de Carreira. Empresa e Você. Todos prontos?

https://www.sbp.adv.br/post/plano-de-carreiraempresa-e-voc%C3%AA-todos-prontos

Empresas Familiares. 78% esperam crescimento em 2021

https://www.sbp.adv.br/post/empresas-familiares-78-esperam-crescimento-em-2021

TAGS:

#SBPadvocacia #advocaciaempresarial #advocaciatrabalhista #empresários #negócios #empresas #mercadodetrabalho #pandemia #covid19 #pequenasempresas #microempresa

Continue Informado

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Instagram
google sbp advocacia.png

Curitiba

Centro Empresarial Adam Smith 
Rua Comendador Araújo, nº 510  - 13º Andar

Centro - Curitiba – Paraná - Brasil 

CEP. 80420-000 


(41) 3223-6812

Horário de Funcionamento

08:00h às 18:30h

Santiago Bega & Petry Advocacia ©2021 / Todos os Direitos Reservados / Desenvolvido por Marcel Bozza