• SBP Advocacia

5 Tendências Globais de Capital Humano de 2021

A pesquisa “Tendências Globais de Capital Humano”, realizada pela Deloitte, revela que os líderes de negócios e executivos de Recursos Humanos mudaram suas prioridades e adotaram formas radicalmente novas de trabalhar e operar em resposta à Covid-19.

O relatório explora como as organizações e os líderes podem aproveitar as lições aprendidas com a pandemia para fundamentalmente reimaginar a maneira como o trabalho é feito, não apenas para sobreviver, mas também para prosperar em 2021.

  • A disruptura é uma oportunidade de os líderes desafiarem as normas antigas para reimaginar e criar o futuro do trabalho.

  • As organizações devem fazer uma mudança fundamental de mentalidade: do foco da sobrevivência para a prosperidade.

  • Os executivos estão se concentrando em redesenhar o trabalho por meio da otimização do potencial humano e da projeção do trabalho em torno dos pontos fortes dos profissionais.

  • Reimaginar o trabalho é mais do que automatizar tarefas. Não se trata de usar a tecnologia como estratégia de substituição: trata-se de configurar o trabalho de forma a capitalizar as capacidades humanas.


5 Tendências Globais de Capital Humano de 2021.

Principais Insights:


Projetar o trabalho com foco em bem-estar: O fim do equilíbrio trabalho/vida

• A tendência: As organizações estão levando o bem-estar além do equilíbrio trabalho / vida pessoal, começando a projetar o bem-estar no trabalho - e na vida - em si.

• Sobrevivendo: Apoiando o bem-estar por meio de programas adjacentes ao trabalho.

• Prosperando: Integrar o bem-estar ao trabalho por meio de um desenho de trabalho bem pensado.


Além da requalificação: Liberando potencial de força de trabalho

• A tendência: As organizações precisam de uma abordagem de desenvolvimento da força de trabalho que considere tanto a natureza dinâmica do trabalho quanto o potencial igualmente dinâmico dos colaboradores para se reinventarem.

• Sobrevivendo: Impulsionar o treinamento para os colaboradores de cima para baixo, assumindo que a organização sabe melhor quais habilidades os colaboradores precisam.

• Prosperando: Capacitar os colaboradores com autonomia e escolha sobre o trabalho que fazem, liberando seu potencial ao permitir que apliquem seus interesses e paixões às necessidades organizacionais.


Super Equipes: Onde o trabalho acontece

• A tendência: A Covid-19 ensinou às organizações que as equipes são ainda mais importantes para prosperar em meio a constantes transformações do que poderiam ter pensado antes.

• Sobrevivendo: Usar a tecnologia como ferramenta para tornar as equipes mais eficientes.

• Prosperando: Integrar humanos e tecnologia em super equipes que usam seus recursos complementares para redesenhar o trabalho de maneiras mais humanas.


Governança das estratégias de força de trabalho: Definindo novas direções para o trabalho e a força de trabalho

• A tendência: As organizações estão em busca de insights voltados para o futuro sobre sua força de trabalho que possam ajudá-las a se movimentar rapidamente e definir novas direções diante da incerteza.

• Sobrevivendo: Usar métricas e medições que descrevem o estado atual da força de trabalho.

• Prosperando: Acessar e agir com base em insights em tempo real da força de trabalho que podem apoiar decisões melhores e mais rapidamente, baseadas no entendimento do que a força de trabalho é capaz no futuro.

Um memorando para o RH: Acelerando a mudança para o trabalho de re-arquitetura

• A tendência: Graças à maneira como lidam com os desafios da Covid-19, as organizações de RH ganharam o direito de expandir as atribuições de RH para re-arquitetar o trabalho em toda a empresa.

• Sobrevivendo: Ter um mindset funcional que se concentra na otimização e redesenho dos processos de RH para gerenciar a força de trabalho.

• Prosperando: Adotar um mindset empresarial que prioriza o trabalho de re-arquitetura para capitalizar as forças humanas únicas.

Metodologia e amostra

Para a realização da pesquisa, foram ouvidos cerca de 9 mil líderes de Negócios e de Recursos Humanos, de 119 países. Foram 296 respondentes no Brasil, de diferentes setores da Indústria, entre eles os de Serviços (22%), Bens de Consumo (18%), Tecnologia, Mídia e Telecom (15%), Energia e Recursos Naturais (14%), Serviços Financeiros (7%), Saúde (5%), Setor Público (2%) e outros (18%).

Tendências Globais de Capital Humano 2021

Baixe a pesquisa completa neste link:

https://pesquisas.lp.deloittecomunicacao.com.br/tendencias-capital-humano


SBP Notícias

Ganho de Peso e Sedentarismo? Trabalhe de Casa com Qualidade de Vida

https://www.sbp.adv.br/post/ganho-de-peso-e-sedentarismo-trabalhe-de-casa-com-qualidade-de-vida


Gestor. Quais os alertas aos comportamentos da equipe?

https://www.sbp.adv.br/post/gestor-quais-os-alertas-aos-comportamentos-da-equipe


O que é do Trabalho e o que é do Lar?

https://www.sbp.adv.br/post/o-que-e-do-trabalho-e-o-que-e-do-lar


Saúde e bem-estar mental. Quais os impactos do “ambiente casa”?

https://www.sbp.adv.br/post/saude-e-bem-estar-mental-quais-os-impactos-do-ambiente-casa


Trabalho Remoto alcançou 11% dos Trabalhadores em 2020

https://www.sbp.adv.br/post/trabalho-remoto-trabalhadores-em-2020

#SBPadvocacia #advocaciaempresarial #advocaciatrabalhista #empregador #empresário #recursoshumanos #gestores #trabalhador #pandemia