• SBP Advocacia

Paraná tem melhor quadrimestre na geração de empregos em 11 anos

Com saldo positivo acumulado ao longo de todo o ano, o primeiro quadrimestre de 2021 foi o melhor na geração de empregos formais nos últimos 11 anos no Paraná.

Entre janeiro e abril, foram abertos 87.804 novos postos de trabalho no Estado, uma diferença expressiva com relação ao mesmo período do ano passado, quando os números fecharam no negativo por causa do período mais restritivo da pandemia da Covid-19.


Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Até então, o melhor resultado na geração de empregos com carteira assinada foi nos primeiros quatro meses de 2011, quando 69.519 vagas tinham sido criadas no Paraná.


O Estado manteve os saldos positivos no quadrimestre nos anos seguintes, mas nunca tinha ultrapassado a marca de mais de 70 mil novos postos de trabalho.


Além do ano passado, que teve saldo negativo de 22.424 vagas, apenas em 2015 houve mais demissões do que contratações no Paraná: entre janeiro e abril daquele ano, foram menos 5.994 vagas no Estado.


A diferença deste ano com o recorde anterior na criação de empregos significou um aumento de 26,3%. O Estado foi o quarto no País que mais abriu postos de trabalho no período.


Janeiro e fevereiro foram os dois melhores meses na história do Paraná na geração de empregos, e o Estado já tinha fechado o primeiro trimestre deste ano com o melhor resultado para o período desde o início da série histórica do Caged, em 2004. O saldo do quadrimestre foi alcançado com a soma das vagas abertas em janeiro (25.291), fevereiro (41.591), março (10.903) e abril (10.019).


Setores

Praticamente todos os setores da economia fecharam o quadrimestre com saldo positivo nas contratações, puxados pela indústria, que criou 27.991 vagas no acumulado do ano. Um dos segmentos mais afetados pela pandemia, o comércio teve uma boa recuperação e foi o segundo setor que mais empregou, com a abertura de 15.048 postos.


Na sequência vêm construção civil (13.617), administração pública (8.962), agropecuária (3.901), transporte, armazenagem e correio (3.001), outras atividades de serviço (1.132), arte, cultura, esporte e recreação (22) e serviços domésticos (11). O único setor com saldo negativo foi o de alojamentos e alimentação, com menos 983 vagas.


Cidades

Curitiba foi terceira capital brasileira que mais gerou empregos no quadrimestre, com 17.739 postos, melhor resultado do Estado. É seguida por Cascavel (4.518), Maringá (3.478), Londrina (3.447), São José dos Pinhais (2.331), Araucária (2.285), Toledo (2.204), Pato Branco (1.834), Ponta Grossa (1.771), Apucarana (1.733), Cambé (1.342), Guarapuava (1.232), Umuarama (1.077), Ortigueira (1.046) e Pinhais (1.003).


Notícias SBP Advocacia


SBP Advocacia entre os Escritórios Mais Admirados na Região Sul

https://www.sbp.adv.br/post/sbp-advocacia-entre-os-escritorios-mais-admirados-na-regiao-sul

Confiança da Indústria cresce em maio e interrompe ciclo de queda

https://www.sbp.adv.br/post/confianca-da-industria-cresce-em-maio-e-interrompe-ciclo-de-queda

Roberta Santiago é a nova presidente da AATPR

https://www.sbp.adv.br/post/roberta-santiago-e-a-nova-presidente-da-aatpr

(fonte: AEN do Paraná https://www.aen.pr.gov.br/)


Tags

#SBPadvocacia #advocaciaempresarial #direitotrabalhista #advcocaciaempreendedora #empresas #indústrias #empregador #trabalhador #empresários #direitodotrabalho #curitiba #paraná