• SBP Advocacia

Paraná - Indústria puxa maior geração de empregos desde 2011

O melhor semestre na geração de empregos no Paraná desde 2011 foi puxado pela indústria.


O setor respondeu por 35.321 (30%) das 118.316 vagas formais abertas no Estado no primeiro semestre de 2021. Tiveram bom desempenho também as divisões de comércio (23.299), informação (23.290), construção (15.311) e administração pública (12.129). Os dados levam em consideração o saldo de carteiras assinadas no período, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho.

O governo estadual atribui o bom desempenho aos mais de R$ 45 bilhões de investimentos privados e na instalação de novas plantas no Estado, como a Tirol em Ipiranga, nos Campos Gerais, ou a ampliação de sedes já instaladas no Paraná, como a fábrica de margarina da BRF, em Paranaguá, no Litoral.


Produção Industrial

A produção industrial paranaense teve crescimento de 20% entre janeiro e maio de 2021, na comparação com os primeiros cinco meses do ano passado, o quinto melhor resultado do País, de acordo com a última amostragem da Pesquisa Industrial Mensal do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). No Brasil, a média de crescimento no período foi de 13,1%.


O setor industrial disponibiliza empregos mais qualificados, com salários mais altos e exigência de mão de obra específica. A indústria ainda gera impacto direto em outros pontos da cadeia produtiva, como as áreas de serviço, comércio, agricultura e pecuária, entre outros.


Empregos no ano

O Estado acumula saldos positivos na geração de empregos ao longo de todo o ano de 2021. Os 118.316 postos formais abertos no semestre são a somatória dos meses de janeiro (25.105), fevereiro (41.453), março (10.600), abril (9.773), maio (15.527) e junho (15.858). Foram 752.694 admissões e 634.378 desligamentos.


No mesmo período do ano passado, quando o impacto da pandemia de Covid-19 foi mais forte no setor produtivo, o Paraná fechou o semestre com saldo negativo de 49.708.


Até então, o melhor desempenho do Estado no acumulado dos primeiros seis meses tinha sido em 2011, quando 93.085 postos foram abertos. Os números foram baixando gradualmente nos anos seguintes, até atingir saldo negativo de -16.512 vagas no primeiro semestre de 2016.


Entre os estados que lideraram a abertura de vagas, o Paraná ficou atrás apenas de São Paulo (491.021), Minas Gerais (185.578) e Santa Catarina (126.111) no período.


O Paraná também comemora o melhor mês de junho na criação de postos de trabalho desde 2011. Naquele ano, o número de vagas criadas foi bem inferior ao atual: 6.777. Após cinco anos com saldos negativos no mês, o Estado vem há três anos melhorando o desempenho. O saldo em junho de 2019 foi de 158 postos, passou para 2.829 em junho de 2020 e chegou às 15.884 neste ano.


No mês passado, apenas São Paulo (105.547), Minas Gerais (32.818) e Rio de Janeiro (16.002) ficaram à frente do Paraná.


Vagas nas cidades

Dos 399 municípios paranaenses, 367 (92%) tiveram saldo positivo na abertura de vagas no semestre.


As 10 cidades paranaenses que lideraram a criação de empregos formais no período foram Curitiba (27.187), Cascavel (6.002), Maringá (5.398), Londrina (4.751), São José dos Pinhais (3.830), Toledo (3.392), Pato Branco (1.999), Ponta Grossa (1.867), Umuarama (1.736) e Cambé (1.715).


Veja como ficou a geração de empregos no primeiro semestre de 2021 em diferentes setores no Estado:


ALTAS

Indústria geral: 35.321

Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas: 23.299

Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas: 23.290

Construção: 15.311

Administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde e serviços sociais: 12.129

Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura: 4.807

Transporte, armazenagem e correio: 4.541

Outras atividades de serviços: 1.550

Serviços domésticos: 12

BAIXAS

Artes, cultura, esporte e recreação : -121

Alojamento e alimentação: -913

SBP Notícias

Ganho de Peso e Sedentarismo? Trabalhe de Casa com Qualidade de Vida

https://www.sbp.adv.br/post/ganho-de-peso-e-sedentarismo-trabalhe-de-casa-com-qualidade-de-vida


Gestor. Quais os alertas aos comportamentos da equipe?

https://www.sbp.adv.br/post/gestor-quais-os-alertas-aos-comportamentos-da-equipe


O que é do Trabalho e o que é do Lar?

https://www.sbp.adv.br/post/o-que-e-do-trabalho-e-o-que-e-do-lar


Saúde e bem-estar mental. Quais os impactos do “ambiente casa”?

https://www.sbp.adv.br/post/saude-e-bem-estar-mental-quais-os-impactos-do-ambiente-casa


Trabalho Remoto alcançou 11% dos Trabalhadores em 2020

https://www.sbp.adv.br/post/trabalho-remoto-trabalhadores-em-2020

#SBPadvocacia #trabalhoremoto #recursoshumanos #gestores #trabalhador #empresario #advocaciatrabalhista #advocaciaempresarial #gestores #negocios #empresas #empregador